Entenda como funciona a impressora 3D e a cortadora a laser

Se você acompanha o trabalho do MundoMaker sabe que adoramos falar sobre as duas vedetes da nossa oficina,  a impressora 3D e a cortadora a laser. Mas muita gente nos pergunta: “como elas funcionam?”. Abaixo, matamos essa curiosidade! 

Impressora 3D

Há duas hipóteses para o início do desenvolvimento da impressora 3D tal como a conhecemos atualmente: em 1981, com o japonês Hideo Kodama, e em 1984, com o norte-americano Chuck Hull. Diferentemente da impressora tradicional, a 3D não utiliza papel ou tinta, e, sim, filamentos de termoplástico ABS, de maior resistência, ou de PLA, derivado do milho e biodegradável. Ela é compatível com qualquer tipo de desenho criado em 3D por meio de softwares e não apresenta materiais tóxicos na fabricação.

A impressora 3D vem revolucionando diversos segmentos da economia, sendo utilizada para criar próteses humanas, instrumentos musicais, roupas, comidas, brinquedos e até mesmo construir casas. Ainda que pouco difundida no Brasil, ela já está sendo usada em escolas e universidades nos Estados Unidos, na Grã-Bretanha e na Austrália. Segundo uma pesquisa realizada pelo grupo norte-americano New Media Consortium, nos próximos quatro anos as salas de aula deixarão de ser um espaço apenas para o conhecimento teórico e passarão a ser muito mais interativas e dinâmicas, permitindo o desenvolvimento da criatividade e da imaginação. Com a nova impressora, alunos serão capazes de criar objetos e outras ferramentas que auxiliem no processo de aprendizagem.

Há dez anos, era necessário desembolsar cerca de 30 mil dólares para obter uma impressora 3D, mas, atualmente, é possível adquirir um modelo tradicional simples por menos de R$ 700. Essa popularização permitiu a aquisição não só para produção industrial, mas também para uso pessoal. Alguns dizem até que, em um futuro próximo, a presença de uma impressora 3D nas casas será tão comum quanto a de um computador.

Cortadora a laser

Laser é a abreviação de Light Amplification by Stimulated Emission of Radiation (Amplificação da Luz por Emissão Estimulada de Radiação, em português). É um sistema que produz um feixe de luz coerente e concentrado por meio de estimulações eletrônicas ou transmissões moleculares para níveis mais baixos de energia em um meio ativo. As espessuras das chapas metálicas que podem ser trabalhadas dependem basicamente do tipo de material e da potência do laser a ser empregado. A principal característica do corte por laser é que o material removido é muito pequeno, menos de 10%, o que confere uma elevada precisão e alta velocidade de corte, principalmente em espessuras finas.

Além de alta precisão, o corte a laser possui vantagens como qualidade da superfície cortada, níveis mínimos de deformação, sistema automatizado que possibilita o corte de figuras geométricas complexas com 2D ou 3D e versatilidade ao processar materiais. A cortadora é capaz de processar aços carbono, aços galvanizados, aços inoxidáveis, alumínio, titânio, plásticos, acrílicos, borrachas, madeira, papel, couro, tecidos, vidros e quartzo. O corte a laser é utilizado para soldagem, usinagem, medicina e nos ramos automobilístico, de eletroeletrônicos, implementos agrícolas e entretenimento.

A boa notícia é que o MundoMaker dá a jovens e crianças a oportunidade de trabalhar com essas ferramentas de perto, desenvolvendo novos talentos e expandindo seus horizontes. Traga seu filho pra cá e garanta essa experiência!